quinta-feira, 12 de abril de 2012

Na mesma moeda

Faz tempo que venho escrevendo diariamente sobre o Avaí Futebol Clube, paixão pra toda vida! Justamente por ser uma paixão, por vezes nos deixamos levar pela emoção e cometemos alguns atropelos, algumas injustiças, quer pela colocação de palavras mais duras, quer por uma insinuação que deixou uma interpretação dúbia...

Efetivamente, não sou um mestre das letras, mas é verdade também que pauto meu blog pelo meu instinto e não pela vontade de terceiros...

De alguns tempos para cá, mais precisamente depois daquela estupenda campanha no Campeonato Brasileiro de 2009, comecei a perceber uma mudança de ritmo na minha "paixão", não que meu coração batesse diferente, mas a condução dos negócios da "paixão" começaram a ser desvirtuados...

Bom que se diga, não confio nem acredito nas coincidências do futebol, quer por resultados, quer nas atitudes dos dirigentes.

Partindo dessa premissa, vou forçar meus amigos leitores a acompanharem esse pequeno raciocínio, que começa a partir de uma reportagem de 8 de junho de 2010. Quem se lembra disso? Confira:

"Avaí apresenta novo gestor da base e parceria com clube argentino 

Visando ampliar o número de talentos revelados pelo clube, e consequentemente a receita, o Avaí apresentou na tarde desta segunda-feira, (07/06), na sala de imprensa do estádio da Ressacada, em Florianópolis, os novos parceiros do clube. A intenção é transformar e projetar as categorias de base do Avaí Futebol Clube para o futebol internacional.

Um novo gestor da base, um patrocinador internacional para as categorias mirim, infantil, juvenil e júnior, e uma parceria com o clube argentino SANTA FE FÚTBOL CLUB.

Participaram da coletiva os Senhores João Nilson Zunino, presidente do Avaí, Sandro Zunino, diretor da base, Esteban F. Kreig, Presidente do Santa Fe Futbol Club, Fábio Araújo, graduado em gestão esportiva, e Dr. Tullo Cavallazzi, procurador jurídico do Avaí.

Na oportunidade, foi apresentado o Sr. Fábio Araújo, que chega ao Avaí para exercer a função de gestor da base, tendo a meta de profissionalizar o departamento, proporcionando, ao clube, rendimentos financeiros com a revelação de craques. “Chego ao Avaí para trabalhar na estrutura que já está formada com o Sandro Zunino, que é o diretor da base, e com o Almir Gil, que é o coordenador. Minha função é dar consultoria e profissionalizar o departamento”, comentou Araújo.

Em seguida, foi apresentado aos profissionais de imprensa, diretores e demais pessoas presentes na coletiva, o presidente do clube Santa Fé. João Nilson Zunino e Esteban Kreig assinaram o protocolo de parceria desportiva entre Avaí e o clube argentino. “O Santa Fe é um clube argentino que vem se destacando na revelação de talentos naquele país. Queremos fortalecer a nossa base, proporcionando aos nossos garotos oportunidades para agregar experiência em seus currículos”, afirmou Zunino.

Para o presidente do clube argentino, a parceria entre Avaí e Santa Fe é a oportunidade para garotos talentosos despontarem no futebol brasileiro e argentino. “Estamos muito felizes com esta parceria, por toda a receptividade que a diretoria do Avaí está nos dando e com a possibilidade de revelarmos talentos em um futuro próximo”, comentou Esteban Kreig.

Antes do encerramento, Zunino falou sobre o patrocinador exclusivo para as categorias de base do Avaí (mirim, infantil, juvenil e júnior).

“A MOLTEN é uma empresa japonesa que fabrica bolas de basquete, futebol, volleyball, handball, além de outros equipamentos esportivos, e que está voltando ao Brasil através do Avaí F.C.. Teremos, através da Molten, o fornecimento de bolas e de luvas para os goleiros de nossa base”, afirmou Zunino.

No encerramento, os profissionais de imprensa puderam conversar pessoalmente com os senhores Fábio Araújo e Esteban Kreig."

O texto original, salvo engano, é do site do Avaí, mas encontrei na internet, no blog Avaiano Camisa 12 (http://avaianocamisa12.blogspot.com.br/). De prático, essa parceria não trouxe nada, ou muito pouco. Talvez algum material produzido pela empresa japonesa...

Nem Avaí, nem Santa Fé! Nada aconteceu... Porém, Fábio Araújo, vulgo Maguila, acabou sendo promovido para a equipe profissional, em 2011, onde faria um desastroso trabalho junto com Luciano Corrêa, Mauro Galvão e Gabriel Zunino. Posteriormente, no mesmo ano, Maguila acabou demitido, após o insucesso no Campeonato Catarinense.

Da matéria acima, datada de 8 de junho de 2010, vou pular para outra mais recente, publicada pelo Lance!Net, em 13 de março de 2012

"Assessor de parceiro argentino será gerente de parcerias do Corinthians

O Corinthians contratou Fábio Araújo, que intermediou o vínculo com o Corinthians Santa Fé, para ser gerente de parcerias do clube. Araújo, que é brasileiro e mora no Rio de Janeiro, era assessor de Esteban Kreig, presidente do clube argentino e antigo empresário de jogadores."

Curioso, não?

O mesmo "gestor" que levou o Avaí a perder o tricampeonato mais fácil de sua história, é quem está por trás dessa MARACUTAIA chamada "parceria Corinthians-Avaí"...

Verdade seja dita, quando da demissão de Maguila, Zunino a fez com o coração partido, já que considera o "Rei da Esbórnia na Zimba" um rapaz muito inteligente. E deve ser mesmo, por isso está levando todos na lábia...

Por isso, antes de questionar a postagem publicada aqui no dia de ontem, outra vez do Lance!Net, vou pensar nas alternativas que restam ao mandatário avaiano, João Nilson Zunino. Afinal de contas, a hipótese de que tudo é verdade, foi desmentida por ele, ainda que com a voz embargada...

Ou seja, numa linguagem clara, a competência do treinador Hemerson Maria serviu para salvar os incompetentes num primeiro momento. Agora que a frustração pelo mau futebol já está creditada na conta de Mauro Ovelha, Zunino e sua troupe estão livres para novos negócios...

Zunino colocou sua credibilidade em xeque. Pior que isso, na véspera de uma decisão contra o Joinville, seguida de outra decisão contra o Metropolitano. Pouco adiantará o sucesso de Hemerson Maria. Ou tudo adiantará: vencendo, Zunino, de péssima retórica, não terá como explicar a saída do nativo Maria para a chegada de boçais e mercenários paulistas...

Ah! O amigo leitor poderia estar pensando: mas por que "na mesma moeda?" Simples! Porque assim como faltou ética aos empresários Carlos Augusto Arini e Júlio Rondinelli durante o Campeonato Brasileiro do ano passado, acertando e puxando vários tapetes dentro da Ressacada, o mesmo tratamento lhes foi dispensado.

Os dois estarão fora! Mas calma: é só depois do Campeonato Catarinense...

16 Comentários:

Kátia De Paula disse...

Parabéns pelo post, André.
Foi com muita tristeza que cheguei ao final dessa leitura. A paixão como tu dizes,"comecei a perceber uma mudança de ritmo na minha "paixão", não que meu coração batesse diferente, mas a condução dos negócios da "paixão" começaram a ser desvirtuados..." aconteceu o mesmo comigo, André.
Ontem pesquisei algumas coisas na internet sobre a parceria do Corinthians com o Santa Fé, e vi claro, o nome do Sr. Fábio Araújo. Hoje, tu nos lembrou dessa mesma parceria desse clube argentino e o mesmo intermediário, e o nosso Avaí.
Que dor no peito, que facada.
Beijos.

cledisonborges disse...

só espero que venham pessoas capacitadas para tal funções. mas com esta diretoria, não acredito mais.
Andre nem precisa publicar esta parte, que falta fazem, mas eu espero que eles um dia voltem(quem sabe em 2014),
Eduardo Gomes e o ´reformador` de contratos
Moisés Candido.
afinal antes de eles sairem eles nos alertaram, eu como só ouço a guarujá e na época os 2 deram entrevistas deixando nas entrelinhas o motivo de estarem saindo, hoje fica bem claro. me lembro muito bem o dr. Eduardo explicando que estava saindo pq não aceitava algumas ideías que estavam sendo implantadas e pela amizade dele com o Zunino seria melhor ele sai pra não haver intrigas.e o Moises faram várias as vezes dizendo que lá na frente é que o pior iria acontecer, e não aprenderam né.
certamente este será o ultimo mandato do sr. Zunino, só epero que ao final o AVAI não esteja todo arrebentado.

Rodrigo Moskorz disse...

Acho que é um sentimento geral da torcida, perdeu-se muito da inocência, as mágoas nos tornam cada vez mais racionais, deixando a paixão de lado.

O sucesso de Hemerson Maria hoje parece ser o único fio de esperança de que mais essa estupidez não seja implantada no clube.

Raniere disse...

Aceitar negócios com o barrilote "fashion" envolvido é o mesmo que dar comida, cama e roupa lavada para um cara que atropelou de carro propositalmente o teu próprio filho.
Sinceramente, não é possível entender.

Carmen disse...

Pois é André, muito interessante a tua postagem, só mostra mais uma vez que o MAL desta porcariada toda que está por aí não se chama Miguelito. O presidente de muitos, pois não é o meu, é sim um Pinóquio cara de pau das grandes. Só quero ver o que ele vai dizer na próxima entrevista.

Abs

Anônimo disse...

esse éda série, recordar é viver...
pena que a memória da torcida é curta.
esse acordo com o santa fé deu em algo? algum lucro para o avai? ou só para empresários?
quantos argentinos jogaram no avai?
alguém duvida que essa parceria do avai com o curintia vai dar merda, ferrando cada vez mais o avai?
o conselho comemorativo nao teria de aprovar esse tipo de coisa?
ou o rei manda e desmanda como bem entende?
ou será que sao os fabio araujo da vida que mandam normalmente no avai, com o zuzu apenas concordando?
parabens pelo post, muito claro e explicativo
abraços
bruno

Rodrigo Buch disse...

Amigo excelente post tu sabes como ninguém botar as palavras no papel e ainda dar pra nós leitores já resumido e com clareza o que se passa no sul da ilha.
É lamentável ver que mesmo depois de tantos anos a frente do clube que nosso presidente não aprendeu a lidar com oportunistas do mercado milionário que é a bola e pra piorar ainda formou dentro de casa uma pessoa que pelo visto não sabe da missa a metade ou finge que sabe.
Amadorismo é a palavra certa desde que nosso presidente assumiu, pois sozinho foi incapaz de ganhar uma taça se quer e quando escolheu o parceiro "certo" achou que já sabia de tudo e voltamos para estaca zero onde tudo começou.
Como disse a KK nossa paixão vai diminuindo a cada notícia vinda dos bastidores a torcida está ferida, sem tesão, somos Avaí sim e apenas isso, as pessoas passam deixam legados bons ou ruins ou são capazes de destruir um clube inteiro por interesses próprios, uma pena pois quem fica somos nós.

Carlos Galdino disse...

Eu concordo que houve o contato (isso não há dúvida), que as coisas referentes a essa "parceria" estão/estavam andando em bom ritmo, que pelo fato do Fábio Araújo estar onde está é que deu ensejo a isso tudo, e que certamente isso é algo para beneficiar alguma empresa gestora de jogadores.
Mas, concordo contigo que a única saída para isso tudo é a classificação com o H. Maria. Ainda que as vitórias deem liberdade administrativa, a conjuntura positiva impede, de certa maneira, uma guinada brusca no "timão" (com o perdão da retórica) da Nau Avaiana.
Parabéns pelo raciocínio e pela "costura" dos fatos.
Mesmo assim, domingo estarei lá no SESI.
ABS

MIRO disse...

ANDRE TEM DUAS COISAS QUE ME DEIXA INTRIGADO.OU O NOSSO PRESIDENTE VIROU BICHA OU É O FILHO, POIS APOSTAR EM MARCIO ARAUJO O MAGUILA É COISA DE BICHA.

TENHO VISTO COISA DESTE ZUNINO.

F O R A Z U N I N O

Anônimo disse...

Lendo as noticias postadas sobre o nosso Leão na internet achei esse blog Cúrintiano falando sobre a nossa nova porcaceria.
http://blogdopaulinho.wordpress.com/2012/04/10/avai-pode-virar-quintal-de-aproveitadores-corinthianos/

é muito triste ver o nosso avai indo para o buraco e não poder fazer nada...

Anônimo disse...

Nossos comentários ajudam, por certo, mas é pouco. Torcedores precisam criar fatos, aparecerem mobilizados, bater em laras, fazerem barulho, demonstrações públicas de repúdio contra essa parceria. Pacificamente, claro, mas com atitude.
É nas crises que as torcidas organizadas, principalmente elas, têm como mostrar para que servem. Uma entidade dessas poderia, com seu poder de mobilização, conduzir, de forma ordeira, esse movimento. O Avaí não pode ter dono. - Roberto Costa

Adriano Assis disse...

Com a palavra, olhos e ouvidos o Conselho...
Tolo eu achar que será algo diferente da vontade do Big Boss... Além de torcer pelo clube dentro de campo temos que rezar também fora dele...

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Continuo com a mesma opinião: os órgãos deliberativos do Avaí devem se pronunciar. Não é fácil (viu, Dona Carmen), mas é assim que um processo dessa ordem funciona.
Bater lata, botar faixinhas coloridas, rasgar as calcinhas pode ser bunitinho, mas não leva a nada.

Anônimo disse...

AGUIAR, COM TODO RESPEITO, OS ÓRGÃO DELIBERATIVOS TÊM OBRIGAÇÃO DE AGIR, E É IMPORTANTE QUE O FAÇAM, MAS ACHO QUE MANIFESTAÇÃO, CLAMOR PÚBLICO NÃO É COISA DESPREZÍVEL, PODE FAZER MAIS EFEITO QUE NOSSAS COTIDIANAS LETRAS.
PENSANDO BEM, TODA FORMA PACÍFICA DE MANIFESTAÇÃO CONTRA ESSA PARCERIA DEVE SER BENVINDA, SÓ NÃO É BEM VINDA A PACIVIDADE.
Roberto Costa

Paulo disse...

RESUMINDO : continua a parceria "GABRIEL + MAGUILA" é muito para a cabeça...haja amor paternal !!!e o dono da lojinha de R$ 1,99 pode receber ainda um pé na bunda, como ele mesmo fez com o a turma de 2011 e tal qual recebeu o mesmo chute a LA....

Anônimo disse...

Aguiar, muitas vezes essas atitudes/manifestações são válidas, sim. Vide Guarani de Campinas. A torcida "tirou" o presidente... e, pelo visto, tá dando resultado: se não me engano, é o 4º colocado do paulistão (um time que tava todo arrebentado).

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo